Guia completo de como escolher o melhor modelo de chuveiro para a sua casa!

Chuveiro de parede Boss, da Incepa

Depois de um dia cansativo no trabalho, seguido de uma aula de dança, um treino de musculação ou mesmo um happy hour com os amigos, não tem nada melhor do que chegar a casa e tomar um banho, não é mesmo? Nos dias de verão, a água pode ser fria ou morninha. Já aqueles dias de temperaturas baixas pedem por um banho quentinho para deixar o corpo confortável. Seja como for, uma boa ducha é capaz de renovar as energias, além de nos manter limpos.

Ter um banheiro adequado e com uma área especial para o banho é importante, mas o grande responsável por esse momento é o chuveiro. Por isso, é preciso escolher um modelo de qualidade e que se adeque às suas necessidades. Mas como escolher o chuveiro ideal?

Se você quer ter um modelo bonito e eficiente é preciso ficar atento a algumas questões importantes - como o tipo de aquecimento, vazão de água, o quanto o chuveiro é econômico e, principalmente, quais são as suas necessidades. Antes de sair para comprar o seu chuveiro, é essencial montar uma lista com as suas prioridades pessoais. Para te ajudar nessa tarefa e garantir uma boa hora de banho, reunimos dicas de um time de especialistas. Confira:

Chuveiro elétrico ou a gás?

Chuveiro de parede Neo, da Incepa

Os dois principais sistemas de aquecimento de água no Brasil são o elétrico - que é uma invenção brasileira da década de 1940 – e o a gás, mais utilizado na maioria das residências. Ambos têm a mesma função, mas com diferentes tipos de instalação, preço e desempenho.

O modelo elétrico tem vantagem pela fácil instalação, que requer apenas um ponto elétrico próximo à saída de água.  Mas as arquitetas Danielle Dantas e Paula Passos, do escritório Dantas e Passos Arquitetura, alertam que ao escolher esse sistema, é bom ficar de olho na duração do banho - não somente para não desperdiçar água, mas pelo consumo de energia elétrica, já que o seu aquecimento é composto por uma resistência, que pode custar caro no fim do mês. “O grande diferencial do modelo elétrico é o seu baixo consumo de água, já que ele aquece rápido, sem que seja preciso ligar a água minutos antes”, explicam.

Já o modelo a gás faz sucesso pela sua grande vazão de água e por sua economia de energia. Ele ainda permite o controle da temperatura durante o banho. O que precisa ser observado e levado em consideração é que esse sistema gasta um volume de água maior, já que é preciso ligar o chuveiro por alguns minutos antes, até que a água fique aquecida. Danielle e Paula alertam que não são todas as casas e edifícios que dispõem desse sistema, então, nesses casos, é necessário escolher outro tipo.

Analise a potência

Chuveiros com potência abaixo de 5.400 watts costumam ser mais baratos e econômicos em relação ao consumo de energia. Porém, eles tendem a queimar com mais facilidade.  “Se você deseja um produto com mais potência e tem um bom orçamento, aposte em um aparelho que seja capaz de suportar mais de 5.400 watts”, indica Henrique Freneda.

Fique de olho na voltagem

Para evitar acidentes, preste atenção na voltagem da fiação da sua residência, pois existem chuveiros de 110 volts e 220 volts.  Segurança sempre em primeiro lugar.

Modelos de chuveiro: parede ou teto?

Chuveiro de parede Boss, da Incepa

Antes de olhar a estética, analise a tubulação de água - ela fica localizada no teto ou na parede? Se a tubulação ficar na parede, o modelo mais indicado deve ser próprio para paredes e o mesmo acontece para o de teto. “Uma das vantagens de ter um chuveiro de parede é a presença de viação elétrica, o que garante sempre água quente e com aquecimento instantâneo”, revela Paula Passos. Além disso, o custo desse chuveiro é menor do que o modelo de teto, além de ser econômico em relação ao consumo de água e energia. Mas, em favor do chuveiro de teto, as profissionais explicam que eles são maiores e possuem um visual estético mais bonito e elegante, além de um jato de água mais forte. Para eles, o ideal é que seja instalado em um forro de gesso.

Tamanho do espalhador

O espalhador é a peça com orifícios por onde a água sai do chuveiro. Existem no mercado chuveiros com diversos modelos de espalhador - desde o pequeno até um modelo grande."O tamanho do espalhador está relacionado com a pressão d'ága", diz Henrique Freneda.

Sendo assim, quanto maior o espalhador, maior será a pressão da água e o resultado é um banho mais agradável. Freneda também explica: se a pressão d'água for fraca, o melhor é optar por um espalhador menor. Isso ajuda a intensificar a força da água. 

Tipos de jato d'água

Escolher o tipo de jato d’água é uma questão muito pessoal e depende do desejo de cada um. O mercado dispõe de diversos modelos - desde os mais concentrados, até os que simulam o efeito de nuvem de água. Nessa lista de opções estão também os jatos massageadores, lineares e direcionáveis, por exemplo. "Seja um jato tipo cascata, sea algo mais suave, o importante é pensar em sua experiência de banho e optar por aquilo que mais agrade", aponta. 

 

Dantas & Passos Arquitetura

@dantaspassos.arquitetura

Henrique Freneda

@frenedainteriores

www.frenedainteriores.com.br



Cadastre seu e-mail para receber as novidades do portal!

Confira também: